domingo, 17 de abril de 2011

Entrevista!!!!

Olááá Molhados e Molhadinhas!!!!

Este mês tivemos a incrível honra de sermos entrevistados para o Site SeximaginariuM, com direito a fotinhos especiais!!!
Mas não podem ficar só nas fotos, tem que ler!! rsrsrs...



Conheçam um pouco mais sobre nós, lendo nossa entrevista em:
ENTREVISTA COM SWINGUEIROS KSAL WET

E façam como nós. Tornem-se leitores assíduos do SeximaginariuM! Recomendamos!!

Beijos encharcados!!
Ksal Wet.


sexta-feira, 15 de abril de 2011

Momento Musical

Olá molhadinhos e molhadinhas! Estamos morreeeendo de saudades de nosso blog e de vocês, mas as últimas semanas tem sido de intensa correria e não temos conseguido atualizar com a freqüência que gostaríamos – e que vocês, nossos queridos leitores e leitoras, merecem!
Nosso último final de semana foi uma maratona sexual - teve até quem passou o domingo assadinha (e que vontade de lamber e beijar ela todinha para ver se passava.. ;)))) Em breve teremos posts a respeito! Aguardem!
Para nosso momento cultural de hoje, uma música deliciosamente sutil (ou não?), do grupo dinamarquês Hess is More.
A música, um envolvente diálogo entre um homem e uma mulher, a respeito de um trabalho, digamos, oral, que ela precisa aplicar. O clipe, maravilhosamente dirigido por Pasquale Festa Campanile e estrelando Franco Nero, Corinne Clery e David Hess, é tão agradável quanto a música.
Em homenagem a este clipe delicioso sobre <cof-cof> ditado oral, uma imagem deliciosa (já devidamente postada no Convento), de um trabalho oral que a Sra. Wet aplicou no Sr. Wet.
Apreciem sem moderação (o vídeo e a foto).

O Vídeo.




A foto.



Beijos!
Ksal Wet.

domingo, 3 de abril de 2011

Testosterona...

Olá Queridos Molhados e Molhadas!

Cá estava eu, Sra. Wet, morrendo de vontade de escrever esse post meladinho, apaixonado, excitável, e de dar água-na-boca! Sim, é um post especial sobre o meu Sr. Wet!

O que eu gosto, gosto mesmooooooo, amo infinitamente, é do meu “Mestre” (...rsrs...lembrei-me da Kitty!). Ah, este homem, faz-me perder toda a noção de perigo, faz-me exalar prazer e amor a todo o momento! A mulher que hoje sou deve-se a ele! Que delícia!

O Sr. Wet tem a incrível capacidade de deixar-me molhada mesmo naqueles dias péssimos de TPM! Sua beleza, sua personalidade, sua inteligência, sua paciência, seu toque, sua pegada, seu cheiro, sua forma, seu calor, sua voz, seu p*.... Atiçam-me em qualquer momento, e a todo momento! E para este “qualquer momento” adoro estar sempre deliciosamente pronta esperando por este homem maravilhoso!!

Amo vê-lo andando pela casa, peladinho, curto ao máximo pegar este homem pela lente da câmera... Aqui vou deixar uma amostrinha do que peguei neste dias... Uma delícia, só de olhar quero ir correndo dar (isto porque acabei de dar...rsrsrsrsrs)!! Sim, prefiro o sarado definido aos “bombados” (nada contra os bombados!), mas o que eu gosto e me excita é esta forma do Sr. Wet!!!!

Ainda não consegui realizar algumas das minhas deliciosas fantasias, vê-lo pegando outra mulher em minha frente (sim, fico maluca só de pensar), ou nós duas deliciando-nos num gostoso oral bem molhado, ou simplesmente chupar uma pussy que está sendo F*** pelo Sr. Wet... Ou ainda, poder lamber seios deliciosos que acabaram de receber o “cum” do Sr. Wet... Uau!!!

Apreciem-no sem moderação!!!



Que homem, né??? Acabei de ficar ainda mais molhada...rsrs...

Beijos,
Sra. Wet.

Sala de Cinema!


Olá Molhadinhos e Molhadinhas! Como foi o final de semana de vocês? Ótimo?
O nosso foi maravilhoso. Ficamos em casa, fomos a praia, batemos muitos fotos, e fizemos mais sexo do que estamos habituados a fazer... rsrsrsrsrsrs. Uma delícia total... ;)))
Alguns posts atrás inauguramos nossas sessões de utilidade pública, com o primeiro Momento Musical, com Hurricane do 30 Seconds to Mars. Hoje queremos inaugurar a sessão Sala de Cinema, com dicas e sugestões de filmes, cenas, atores, atrizes e diretores que nos deixam molhados.
Para começar bem, Tinto Brass, e um de seus filme que mais apreciamos, Faça Isto.
Veneziano de 1933, Giovanni Brass formou-se em Direito em 1957, foi assistente de Roberto Rosselini e participou do movimento da Nouvelle Vague.
A partir de 1971 inicia sua trajetória como idealizador e diretor de obras-primas do cinema erótico. Mostrar o sexo de forma natural, não idealizada ou objetualizada, mas de forma orgânica, intensa e de extremo apelo erótico, são traços marcantes de seus filmes. As mulheres de seus filmes tendem a dominar as cenas, sendo protagonistas sexuais, ainda que coadjuvantes na cena ou no contexto de seus filmes. Em 1979 dirigiu o clássico Caligula, campeão de reprises nas madrugadas de nossos canais de televisão aberta, estrelado por nomes importantes do cinema como John Gielgud, Peter O'Toole, Malcolm McDowell e Helen Mirren. Todos envoltos em tórridas cenas de sexo explícito, o que surpreendeu público e crítica.
Fallo! (Faça Isto!)
Uma deliciosa reunião de seis contos que passam ao redor da sexualidade reprimida da mulher. Curioso que todas as personagens demonstram em cena com clareza esta repressão imposta – pela sociedade ou muitas vezes por elas mesmas – mas em todas as cenas rendem-se a suas paixões intensa e naturalmente. Em nossa cena preferida, uma bela esposa, acompanhada de seu querido, vai a uma loja provar algumas roupas. Cena mais corriqueira, impossível. Já no provador de roupas da loja, sendo agora ciceroneada por uma deliciosa vendedora, é envolvida, seduzida e atacada pela mesma. Um sonho absoluto de consumo!
Como homenagem a este delicioso filme, e esta mais-que-deliciosa-cena, uma foto da Sra. Wet provando roupa – em casa, é verdade, mas o que vale é a intenção (aiai, eu adoraria ser envolvida, seduzida por alguma safada vendedora .... ;))))
Apreciem, sem moderação.

Beijos,
Ksal Wet.